Última hora

Última hora

Poderão as armas calarem-se no Afeganistão?

Em leitura:

Poderão as armas calarem-se no Afeganistão?

Tamanho do texto Aa Aa

Os chefes taliban ainda não responderam à proposta de negociações lançada pelo presidente Hamid Karzai e enquanto dura o periodo de reflexão os ataques da guerrilha prosseguem.

Esta manhã o palco de guerra foi em Lashkar Gha, na província de Helmand, no sul do país o bastião dos radicais islamistas.

Seis kamikazes atacaram a capital da província tendo causado inúmeros feridos entre os quais militares afegãos.

Os milicianos entrincheiraram-se em três edifícios públicos e foram cercados pelas tropas da NATO e pelas tropas do Afeganistão.

As linhas gerais da nova “estratégia global” para o Afeganistão sugeridas pelo Presidente Obama em Dezembro foram apresentadas em Davos à comunidade internacional. Os Estados Unidos e a Europa manifestaram apoio ao plano para trazer a insurreição taliban para a mesa das negociações.

O plano de Karzai recebeu o apoio das nações presentes que se comprometeram a desbloquear um fundo de 140 milhões de dólares, para ajudar à integração dos insurgentes que queiram abandonar as armas.