Última hora

Última hora

Contas bancárias secretas envenenam relações entre Berna e Berlim

Em leitura:

Contas bancárias secretas envenenam relações entre Berna e Berlim

Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal Administrativo da Suíça considera ilegal a entrega às autoridades estrangeiras de dados de contas bancárias de cidadãos suspeitos de fraude fiscal nos seus países.

Depois dos Estados Unidos e da França é agora a vez da Alemanha ser acusada de recorrer a uma lista obtida ilegalmente.

As autoridades suiças avisam que este procedimento “não é aceitável” para um país dotado de uma Constituição, porque se “um nível assim é possível então vamos também aceitar que é possível roubar documentos médicos e divulgá-los”, protesta a Presidente da Confederação Helvética.

Segundo os magistrados, a decisão da Autoridade Federal de Vigilância dos Mercados Financeiros de transmitir a informação não é sustentada por nenhuma norma vigente na Suíça.

Apesar do escândalo criado na Alemanha e da tensão diplomática entre os dois países, o caso da lista não abala as relações entre os dois estados garante o ministro alemão da Economia.

A mesma tensão foi registada entre Washington e Berna quando o banco UBS foi obrigado a entregar ao fisco dos Estados Unidos os dados de 300 clientes, uma decisão que o tribunal não conseguiu travar.