Última hora

Última hora

França: começa hoje julgamento do acidente do Concorde

Em leitura:

França: começa hoje julgamento do acidente do Concorde

Tamanho do texto Aa Aa

O julgamento para apurar responsabilidades pelo acidente do Concorde da Air France começa hoje, 10 anos depois da tragédia que fez 113 mortos.

A 25 de Julho de 2000, o avião despenhou-se contra um hotel poucos minutos depois de descolar do aeroporto Charles de Gaulle.

As investigações indicaram que uma peça de titânio perdida na pista por um DC-10 da Continental Airlines esteve na origem do desastre.

O director da Federação francesa de Vítimas de Acidentes colectivos afirmou que “nos próximos quatro meses serão ditas coisas que alguns gostariam de manter escondidas. Com a peça metálica da Continental, descobre-se o tipo de manutenção feito por uma grande companhia como esta, que é assustador e nada tranquilizador para os passageiros”.

Os investigadores dizem que a peça levou ao rebentamento de um dos pneus do Concorde, que provocou a explosão dos depósitos de combustível.

Mas, apoiando-se em várias testemunhas, o advogado da Continental disse que irá “provar aquilo que os peritos se recusaram a ver e determinar: que houve um incêndio no Concorde antes de entrar em contacto com a peça metálica”.

No banco dos réus, acusados de “homicídio involuntário”, sentam-se dois técnicos de manutenção da Continental e a própria companhia norte-americana, o director do programa Concorde e um dos seus engenheiros e um inspector de segurança aérea.