Última hora

Última hora

Timoshenko ameaça com nova Revolução Laranja

Em leitura:

Timoshenko ameaça com nova Revolução Laranja

Tamanho do texto Aa Aa

A três dias da segunda volta das presidenciais na Ucrânia, Iulia Timoshenko ameaça com uma nova Revolução Laranja, ainda mais forte do que a de 2004.

Se houver suspeitas de fraude, o povo sairá à rua, garante a actual primeira-ministra: “Se Ianukovich quiser uma luta honesta estamos prontos a competir com ele. Mas se tentar fraudar, estaremos prontos a ripostar como ele nunca viu, nem mesmo em 2004.”

Foi em 2004 que o povo ucraniano saiu à rua, manifestando-se contra a vitória, anunciada pelo pró-russo Vitor Ianukovich. E foi também em 2004 que, aquela que ficou conhecida como a Revolução Laranja, viu emergir politicamente Iulia Timoshenko, ao lado de Vitor Iuschenko.

Ianukovich saiu da primeira volta, de 17 de Janeiro, com uma vantagem de 10% sobre Timoshenko, mas a luta é renhida.

Em jogo está o futuro da economia ucraniana mas também as relações entre Kiev, Moscovo e Bruxelas. Pela Ucrânia passa 80% do gás russo comprado pelos europeus, ou seja, um quarto do gás consumido na Europa.

Timoshenko defende a aproximação à Europa; Ianukovich privilegia uma união aduaneira com Moscovo.