Última hora

Última hora

A diplomacia panda

Em leitura:

A diplomacia panda

Tamanho do texto Aa Aa

O que a diplomacia tradicional separa, os animais unem. Que o digam os pandas nascidos nos Estados Unidos e que foram transportados para a China. Um exemplo da amizade em plena crise diplomática entre os dois países.

Tai Shan, um macho com quatro anos e meio, e Mei Lan, fêmea de três anos, viveram nos zoos de Washington e Atlanta. Agora chegou a hora de regressarem como está fixado no programa de preservação e que se aplica a outros 32 pandas que ainda vivem em zoos estrangeiros.

Neste caso, foi fretado um avião especial, o panda express, e Tai Shan e Mei Lan acabaram por ser chamados embaixadores.

Após uma viagem de 14 horas e uma refeição de 75 quilos de bambu, os dois pandas vão ficar centros de pesquisa na província de Sichuan. Termina assim o Eramus versão panda.