Última hora

Última hora

Espanha continua em recessão

Em leitura:

Espanha continua em recessão

Tamanho do texto Aa Aa

A bolsa espanhola manteve a tendência de queda, esta sexta-feira, tendo perdido 2,5% na abertura da sessão.

Zapatero também viveu uma semana de quedas. Primeiro, perdeu o estatuto de homem político preferido dos espanhóis. Depois, Obama disse que a cimeira de Madrid em Maio não é uma prioridade.

Hoje, o Banco de Espanha anunciou que o país continua em recessão e que o PIB baixou 3.9 % no ano passado.

Quanto ao número de desempregados, foi ultrapassada a barreira dos quatro milhões, quase 19% da população activa.

Esta quarta-feira, o comissário espanhol Joaquín Almunia comparou o país com a Grécia e com Portugal. O primeiro-ministro espanhol desvalorizou e assegurou que a Espanha continua com um sistema financeiro sólido.

Uma análise partilhada por um analista: “Não se pode comparar a Espanha com a Grécia e Portugal. São duas economias que sofrem de uma crise antiga, com um nível de dívida muito mais elevado do que o espanhol, um défice público mais alto e um défice externo maior”.

Em Portugal, o ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira, considerou “infelizes” e “enganadoras” as declarações do comissário Joaquín Almunia e manteve a promessa de repor o défice orçamental abaixo dos três por cento, em 2013.