Última hora

Última hora

Facturas duvidosas de quatro deputados britânicos

Em leitura:

Facturas duvidosas de quatro deputados britânicos

Tamanho do texto Aa Aa

Quatro parlamentares britânicos vão ser julgados no âmbito do escândalo do reembolso abusivo de ajudas de custo. A decisão do Procurador da Coroa foi anunciada um dia depois de se saber que foram exigidos mais de um milhão e duzentos mil euros a 372 servidores da causa pública. Os acusados são três deputados trabalhistas e um lorde conservador.
 
Elliot Morley é acusado de dois crimes, David Chaytor de três. A Jim Devine também é apontado um par de crimes enquanto  Lorde Hanningfield tem que responder por seis. Os acusados clamam inocência. Os crimes que lhes são imputados podem valer penas até sete anos de prisão.
O Ministério Público investigou seis deputados. Um viu o processo ser arquivado enquanto outro continua a ser investigado.
 
O escândalo, que rebentou no ano passado, atingiu todas as bancadas parlamentares. O sistema de reembolso de despesas relativas às residências secundárias permitiu financiar uma casa para patos, entre outras aberrações. Mais de metade dos parlamentares britânicos abusou deste sistema.