Última hora

Última hora

Ucrânia à beira de nova confusão eleitoral

Em leitura:

Ucrânia à beira de nova confusão eleitoral

Tamanho do texto Aa Aa

Viktor Yanukovich tem abertas as portas da presidência ucraniana. O chefe de Estado cessante, Viktor Yushenko, assinou o decreto votado no parlamento na quarta-feira pelo partido de Yanukovich que altera a lei eleitoral. Doravante as comissões eleitorais locais já não precisam de um quórum de dois terços para validar os resultados. Os adversários de Yulia Tymoshenko temiam que a primeira-ministra utilizasse a lei para bloquear as eleições. A candidata sente-se roubada e clama por uma nova Revolução Laranja se considerar o resultado de domingo fraudulento.

Os analistas consideram por isso que a segunda volta das presidenciais vai ser muito longa. “Depois do sufrágio é quase certo que o processo eleitoral vai continuar nos tribunais, nas ruas e nos meios de comunicação social.” Mas Volodymyr Fesenko não acredita numa repetição da Revolução Laranja de 2004 porque o povo está cansado.

Yanukovich tem o apoio do Leste e Sul do país, onde se fala o russo, enquanto Tymochenko conta com os eleitores da parte Ocidental da Ucrânia. Mas a primeira-ministra suscita muitas desconfianças, mesmo entre os que estariam dispostos a votar contra o candidato preferido de Moscovo.