Última hora

Última hora

Ianukovitch confiante na vitória nas presidenciais da Ucrânia

Em leitura:

Ianukovitch confiante na vitória nas presidenciais da Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

37 milhões de ucranianos são hoje chamados às urnas para a segunda volta das eleições presidenciais. Na corrida estão a primeira-ministra
Iúlia Timochenko, figura da Revolução Laranja de 2004, e Victor Ianukovitch, tido como próximo de Moscovo.

Timotchenko votou em Dniepropetrovskoe, a sua cidade natal, no Leste da Ucrânia, e declarou ter votado por uma “Ucrânia nova, maravilhosa e europeia”. A candidata espera inverter o resultado da primeira volta, quando foi batida pelo rival por uma diferença de dez pontos.

Victor Ianukovitch, dirigente do Partido das Regiões, votou em Kiev e mostrou-se confiante na vitória. O antigo primeiro-ministro quer vingar-se da derrota de 2004.

O futuro presidente sucede a Viktor Iuschenko, herói da Revolução Laranja e afastado à primeira volta, após um mandato marcado por frequentes crises políticas.

A campanha desenrolou-se num ambiente tenso, com acusações de fraude de ambas as partes. Em Kiev, militantes de um movimento feminista despiram-se e gritaram “Parem de violar o país.” As mulheres dizem que ambos os candidatos compraram votos e afirmam que estas eleições vão acabar com a democracia na Ucrânia.