Última hora

Última hora

Irão: Quem tem medo das sanções?

Em leitura:

Irão: Quem tem medo das sanções?

Tamanho do texto Aa Aa

O governo de Teerão mostra-se determinado a incrementar a produção de urânio enriquecido sem receio de sanções.
O presidente Mahmoud Ahmadinejad faz subir a tensão e a polémica ao anunciar o início do processo para enriquecimento de urânio a 20% na central nuclear de Nantaz.

Perante um grupo de cientistas e em directo na televisão estatal declarou que tal não implica que o seu governo tenha renunciado às negociações com a comunidade internacional.

O anúncio foi recebido com decepção em Munique no final da Conferência Internacional de Segurança, na qual o programa nuclear iraniano foi amplamente discutido.

De Roma, o secretário norte-americano da Defesa, Robert Gates, pediu união ao resto do mundo: “Se a comunidade internacional permanecer unida, ainda há tempo para que as pressões sobre o Irão e as sanções surtam efeito”.

Uma mensagem que terá como principal destinatário a China que compra quase um terço do petróleo que consome ao Irão e se mostra reticente na aplicação de sanções ao regime iraniano.