Última hora

Última hora

Ucranianos aguardam devisão definitiva antes de celebrar resultados eleitorais

Em leitura:

Ucranianos aguardam devisão definitiva antes de celebrar resultados eleitorais

Tamanho do texto Aa Aa

Entre a expectativa e a indiferença. Assim acordaram muitos ucranianos depois das presidenciais.

A actual primeira-ministra e candidata derrotada, uma das faces da revolução Laranja, Iulia Timochenko, não se conforma. A imprensa local recorda que a derrota foi “sem surpresa” face a uma campanha pouco espectacular.

Os apoiantes de Timochenko não escondem a revolta: “Não gosto de Yanukovich. Penso que não merece ser presidente. Penso que é um iliterado, mas devemos esperar para ver o que o futuro nos reserva”, afirmou Konstantin Kolesnikov, residente em Kiev.

No entanto, uma outra residente em Kiev aplaude a eleição: “Penso que é a melhor escolha neste momento. Gosto de Yanukovich, apesar de não ter votado em ninguém”.

Apesar de a perspectiva de poder recuperar a influência sobre a Ucrânia agradar poder moscovita, há quem pense que nada vai mudar:

Como este residente em Moscovo: “Penso que os dois candidatos vão unir-se. Timochenko vai juntar-se à nova liderança, embora não espere alterações na política”.

Esta moscovita defende a aproximação entre os dois países: “Considero que a eleição de Yanukocivh foi a escolha correcta da maioria. Os ucranianos têm de reatar a relação com a Rússia”.

A imprensa russa destacou hoje a vitória de Yanukovich, mas nem tudo está perdido para o campo laranja, já que Timoskenko promete inundar os tribunais de Kiev com processos por fraude eleitoral, garantindo que “vai lutar por todos os votos duvidosos”.