Última hora

Última hora

Eurodeputados bloqueiam transferência de dados Swift

Em leitura:

Eurodeputados bloqueiam transferência de dados Swift

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos vão ter de encontrar outra forma para aceder aos dados bancários de 500 milhões de cidadãos europeus. A transferência dos dados Swift fica bloqueada depois de o Parlamento Europeu ter rejeitado o acordo assinado entre a União Europeia e os Estados Unidos, em Novembro.

Os eurodeputados usaram pela primeira vez o directo de veto que lhes é dado pelo Tratado de Lisboa. Trezentos e setenta e oito votaram contra a transferência dos dados. Cento e noventa e seis a favor.

Apesar da pressão e para além da defesa da privacidade dos cidadãos, os deputados deixaram claro que não gostaram que o acordo tivesse sido assinado antes da entrada em vigor do novo tratado.

O primeiro acordo remontava a 2007, mas desde os atentados de 11 de Setembro de 2001 que Washington usava os dados detidos pela empresa belga Swift para perseguir o financiamento do terrorismo. A rede Swift é preciosa já que a usada por mais de oito mil instituições financeiras em 200 países.

Agora Washington terá de passar por negociações bilaterais com cada Estado membro para ter o direito de aceder aos ficheiros.