Última hora

Última hora

Medidas de austeridade na Grécia

Em leitura:

Medidas de austeridade na Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

Vai ser necessária muita persuasão, tempo e rigor do governo grego, para reerguer a economia que atravessa uma crise sem precedentes.
Um em cada seis gregos considera que estas medidas são necessárias.

O objectivo do governo é reduzir a dívida pública de 300 mil milhões de euros assim como a despesa pública, nomeadamente os 40 por cento que estão destinados ao pagamento de salários e pensões.

A idade legal para a reforma, na Grécia, é 60 anos para as mulheres e 65 para os homens mas existe um sitema de reformas antecipadas que o governo quer alterar, como no caso das mulheres com filhos que podem reformar-se depois de 15 anos de actividade salarial.
O governo de Papandreu quer aumentar a idade média da reforma para os 63 anos.

Quanto aos funcionários, eles absorvem 11,8% do PIB do país, o governo quer congelar os salários assim como os contratos em 2010.
Além disso, propôs reduzir10 por cento dos prémios e 30 por cento das horas suplementares.
No total, o plano do governo é economizar 800 milhões de euros.

O governo grego também quer lutar contra a fraude fiscal. Para isso propôs cruzar dados da declarações de rendimentos com os dados das caixas registadoras dos pequenos negócios. Segundo algumas fontes, um terço da economia do país vive da economia paralela.

Um dos analistas ouvidos reconhece:
“Existem leis, assim como responsabilidades, que não são muito claras. Há muita burocracia, gente que procura oportunidades para interpretar as coisas à sua maneira e exercer o poder de modo a que os cidadãos acabam por ter de subornar para poder trabalhar.”

Os municípios e os serviços de saúde também vão ser afectados pelo plano de austeridade. Muitos pacientes têm de dar dinheiro ao médico para acelarar as operações, por exemplo. A Grécia é um dos países mais corruptos da Europa.

“O Estado é ineficaz, é visto como politicamente corrupto e os líderes económicos estão desacreditados. Nestas circunstâncias o sistema de dar e rreceber entre os cidadãos e o Estado não funciona”

O governo grego anunciou que a luta contra a evasão fiscal deve ajudar a recuperar quase mil milhões de euros, em 2010.