Última hora

Última hora

Munda celebra entrada no ano do Tigre

Em leitura:

Munda celebra entrada no ano do Tigre

Tamanho do texto Aa Aa

Começou, este domingo, o novo ano chinês e todos querem entrar com o pé direito no ano do Tigre, símbolo de coragem e vigor.
Os espectáculos multiplicam-se um pouco por todo o mundo. Hong Kong não é excepção.

No Tibete, as celebrações ficam à porta pelo segundo ano consecutivo, a pedido de Dalai Lama em sinal de protesto contra a opressão levada a cabo pelo regime chinês.

As celebrações estendem-se por quinze dias.
E tradição é tradição, na China ou na Índia até porque 2010 promete sucesso a todos os que nasceram no ano do Tigre.

Na Indonésia pedem-se para já os desejos e seguem-se os rituais até porque o calor impetuoso do ano do tigre pode ter um efeito de limpeza e purificação.

Os mais supersticiosos devem evitar o casamento no chamado “ano da viúva” propício diz a crença, a problemas. Mas para assegurar um ano em grande, nada melhor que o fogo-de-artifício para afastar as más energias.