Última hora

Última hora

Violência racial faz aumentar polémica sobre imigração em Itália

Em leitura:

Violência racial faz aumentar polémica sobre imigração em Itália

Tamanho do texto Aa Aa

Os acontecimentos violentos, de sábado à noite, em Milão, voltaram a inflamar a polémica sobre a imigração em Itália.

A morte de um jovem egípcio, por um grupo rival, revoltou imigrantes oriundos do Norte de África que vandalizaram tudo o que lhes aparecia pela frente, numa zona multiétnica de Milão.

A polícia procura o responsável pela morte do jovem.

A oposição responsabiliza o governo pelo fracasso da política de imigração e segurança.

O ministro da Defesa italiano responde: “Apesar da lei do Governo há um mecanismo que trabalha no sentido de não aplicar as leis, juízes e organizações que têm como objectivo favorecer a clandestinidade e não respeitar a lei; Para fazer prevalecer o conceito que quanto mais emigrantes melhor.”

As montras de lojas foram os principais alvos num bairro onde 70 por cento do comércio é propriedade de imigrantes.

O aumento da violência causa algum receio entre a comunidade estrangeira, como diz uma mulher: “Temos medo, mas o que podemos fazer? Temos de continuar em frente.”

Um cidadão italiano defende que é preciso ensinar-lhes as regras da sociedade italiana mas pensa que os governantes não querem que eles aprendam porque quando as pessoas já não tiverem medo não vão votar neles.

Este é o segundo episódio de violência que envolve imigrantes este ano, depois dos confrontos no sul de Itália em Janeiro.

O Governo de Berlusconi enfrenta de novo um dos mais delicados temas nacionais quando falta pouco mais de um mês para as eleições regionais, no país.