Última hora

Última hora

Países da zona Euro começam a definir modalidades de ajuda à Grécia

Em leitura:

Países da zona Euro começam a definir modalidades de ajuda à Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

Quais as medidas europeias de apoio à Grécia? Os ministros das Finanças do Eurogrupo vão começar a defini-las hoje, sob pressão do Banco Central Europeu que quer, de Atenas, acções suplementares para fazer face à grave crise financeira.

Mas a maioria dos 16 países da zona euro opõe-se a medidas suplementares. Hoje não se esperam decisões, já que amanhã reúnem-se os ministros das Finanças dos Vinte e Sete.

Além disso, em meados de Março, a Grécia enfrenta a primeira avaliação do seu plano de austeridade. Um projecto ambicioso que visa reduzir o défice dos actuais 12,7% do PIB para 3% em 2012.

O primeiro-ministro grego, George Papandreu, recebeu na semana passada o apoio político dos parceiros europeus. Os Vinte e Sete tentaram antes de mais acalmar os mercados financeiros e as especulações que ameaçavam a credibilidade de outros países da zona euro.

Enquanto, em Bruxelas se decidem as modalidades da ajuda, em Atenas, os ortodoxos festejam o início da Quaresma.

A crise não implica o fim dos festejos. Os gregos estão prontos a celebrar qualquer acontecimento, como nos explica um ateniense. Outra garante que a crise económica é grande e espera que o tempo permita ver os resultados das medidas que estão a ser aplicadas.

Os gregos sabem que a dívida de 300 mil milhões de euros não vai desaparecer sem acções e os próximos meses esses não serão festivos.