Última hora

Em leitura:

Itália acusa Suíça de ter feito refém Espaço Schengen


A redação de Bruxelas

Itália acusa Suíça de ter feito refém Espaço Schengen

A Suíça fez refém todos os países do Espaço Schengen. A acusação parte de Itália, depois da Líbia ter suspendido os vistos dos cidadãos do Espaço Schengen. Trípoli retaliou contra a Suíça que criou uma lista de personalidades líbias proibidas de entrar no país. A medida acaba por afectar centenas de milhões de cidadãos europeus, incluindo de 22 países da União Europeia.

Numa entrevista à euronews, o chefe da diplomacia italiana, Franco Frattini, afirmou: “A Suíça não deve usar Schengen para fins que não estão ligados a Schengen. Apercebemo-nos que a Suíça acabou de entrar em Schengen e precisa de entrar no espírito de colaboração. Antes de tomar uma decisão que pode afectar 26 países, que nada têm a ver com a crise bilateral, deveria consultar-nos. E a Suíça não nos consultou”.

A crise dos vistos é o mais recente episódio da guerra diplomática entre Berna e Trípoli que dura há quase dois anos. Tudo começou com a detenção, em Genebra, de Hanibal Khadaffi, filho do líder líbio, e da mulher, acusados de maus tratos de empregados.

Bruxelas lamenta a decisão do regime de Muammar Khadaffi, mas espera encontrar uma solução diplomática rapidamente.

A resposta dos paises do Espaço Schengen à Líbia será discutida na quinta-feira.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

A redação de Bruxelas

Eurogrupo poderá colocar as contas gregas sob tutela