Última hora

Última hora

Escalada verbal, entre Hezbolah e Israel

Em leitura:

Escalada verbal, entre Hezbolah e Israel

Tamanho do texto Aa Aa

O lider do Hezbolah, o Partido de Deus, lançou esta segunda-feira, diversas advertências a Israel, avisando que responderá a qualquer acção militar hebraica, contra o Líbano.

Falando em Beirute, perante centenas de seguidores, o lider do movimento, Sayyed Hassan Nasrallah disse que, em caso de novo conflito militar, será olho por olho, dente por dente:

“Se atacarem o aeroporto Rafic Hariri, de Beirute, nós atacaremos o aeroporto Ben Gourion, de Telavive. Se atacarem os nossos portos, nós atacaremos os vossos portos, se bombardearem as nossas refinarias de petróleo, nós bombardearemos as vossas, se vocês bombardearem as nossas centrais eléctricas e as nossas fábricas, nós bombardearemos as vossas”.

Avisos para serem escutados em Israel. Um discurco integrado na homenagem aos mártires do Hezbolah, celebrada esta segunda-feira.

Entre os heróis, foi recordado Imad Moughnieh, um comando militar do Hezbolah, assassinado em 2008, alegadamente, pelos serviços secretos de Israel.

Estas advertências coincidiram com a visita, a Beirute, do subsecretário de Estado norte-americano para os Assuntos Políticos.

William Burnes encontrou-se com o primeiro-ministro, Saad Hariri. E manifestou-lhe o apoio norte-americano, aos esforços de estabilização política e reforço do poder do estado.