Última hora

Última hora

Plano de austeridade leva trabalhadores gregos para as ruas

Em leitura:

Plano de austeridade leva trabalhadores gregos para as ruas

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar de uma sondagem dizer que seis em cada 10 gregos estão de acordo com as medidas de austeridade anunciadas pelo Executivo, centenas de trabalhadores não concordam e estão em greve.

Um sindicalista esclarece são necessárias medidas económicas mas não estas que reduzem os salários para metade a meio de uma recessão, que precisa de ser combatida através da circulação de moeda, acrescenta que a redução nos salários vai criar o efeito inverso e reduzir o poder de compra das pessoas.

O Primeiro-ministro grego acredita que o país pode ultrapassar a crise e prepara-se para fazer mudanças.

Esta terça-feira, em Moscovo, esteve com Vladimir Putin. No final do encontro garantiu que os gregos estão preparados para adoptarem as alterações necessárias para reformar a sociedade, para que se torne mais forte e bem-sucedida.

Por causa da greve as fronteiras estão encerradas desde ontem e vão continuar mais dois dias.

Por seu lado a União Europeia exige à Grécia, até 15 de Maio, um “pacote forte de reformas estruturais”, que permitam reduzir o défice dos 12,7% para menos de 3% em 2012.