Última hora

Última hora

Sarkozy de visita ao Haiti para restaurar relações com ex-colónia

Em leitura:

Sarkozy de visita ao Haiti para restaurar relações com ex-colónia

Tamanho do texto Aa Aa

Depois do auxílio de emergência ao Haiti é agora a ajuda à reconstrução do país que domina os esforços internacionais.

A semanas da conferência de doadores em Nova Iorque, o presidente francês aterrou hoje em Port-au-Prince para garantir mais ajuda a longo prazo, afastando qualquer tentativa de ingerência na política do país.

A deslocação é a primeira de um chefe de Estado francês, dois séculos após o fim da colonização do território.

Sarkozy evocou por isso, “os momentos menos bons na história que une os dois países, das feridas da colonização, ao que chamou de separação quando se referiu à independência”. Afirmando querer, “virar as costas ao passado, o presidente francês apelou a mais ajuda internacional ao país a longo prazo, mas coordenada pelo haitianos e sem caír nas teias da corrupção”.

França tenta assim recuperar o protagonismo no país depois da intervenção humanitária norte-americana nas primeiras horas após o terramoto.

Paris prepara-se para reconstruir o palácio presidencial, onde as tropas norte-americanas se mantém estacionadas.

Sarkozy vai desbloquear mais de 270 milhões de euros em ajuda nos próximos dois anos, tendo anunciado o perdão da dívida haitiana a França, orçada em 56 milhões de euros.

Paris tenta assim afastar os temores da população depois de ter participado activamente no golpe de Estado que derrubou em 2004 o presidente Jean-Bertrand Aristide.