Última hora

Última hora

Soldados franceses foram cobaias nucleares

Em leitura:

Soldados franceses foram cobaias nucleares

Tamanho do texto Aa Aa

O exército francês terá exposto, deliberadamente, centenas de soldados a radiações durante os ensaios nucleares na década de 60.

Essa é, pelo menos, a conclusão de um relatório militar sobre os testes nucleares levados a cabo na Argélia, agora divulgado pelo jornal Le Parisien.

De acordo com o documento, o objectivo era testar os efeitos da radiação no ser humano.

“Estávamos todos juntos numa plataforma junto à montanha perto do local da explosão”, recorda hoje um dos militares.

Outro garante que a hierarquia não os deixava abandonar o local: “Era uma explosão violenta, queríamos fugir, mas não podíamos. Nessa altura, instalava-se o pânico. Éramos levados como porcos da Guiné… ninguém nos dizia nada. Sabíamos que o risco existia, tal como os nossos superiores, mas nunca ninguém nos disse nada”

O jornal estima que, pelo menos, 300 soldados tenham sido expostos às radiações. A França efectuou 210 testes nucleares. O primeiro foi em 1960, no deserto do Sahara. O mais recente em 1996, na Polinésia francesa.