Última hora

Última hora

Lufthansa prepara-se para greve de quatro dias

Em leitura:

Lufthansa prepara-se para greve de quatro dias

Tamanho do texto Aa Aa

Na Lufthansa, vive-se a contagem decrescente para a greve. Os pilotos da companhia aérea alemã começam na segunda-feira uma paralisação de quatro dias. A greve, decretada pelo sindicato Cockpit, segue-se a uma consulta interna e serve para pedir um aumento salarial.

“É importante que a Lufthansa faça uma oferta substancial. Até agora, não recebemos qualquer proposta séria da parte deles, por isso a solução deve ser encontrada durante as negociações”, diz Jörg Handwerk, porta-voz do sindicato.

A greve pode ainda ser evitada, se as duas partes conseguirem chegar a acordo entretanto. O aumento de 6% reclamado pelo sindicato continua a ser rejeitado. O Cockpit diz que só regressa à mesa das negociações se a companhia mudar de ideias.

A Lufthansa estima em 100 milhões de euros o prejuízo causado pela greve, se se confirmar o cenário. Isto sem contar com o cancelamento de bilhetes e a mossa na reputação da empresa. A companhia está a tentar impedir a greve pela via legal.