Última hora

Em leitura:

OPEL: Comissão Europeia sob pressão


A redação de Bruxelas

OPEL: Comissão Europeia sob pressão

A Comissão Europeia tem de analisar seriamente o plano de reestruturação da OPEL. O apelo foi deixado pela Alemanha e pela Bélgica, os países mais afectados pelos projectos da General Motors (GM).

Os americanos querem despedir 8400 pessoas em quatro países europeus e fechar a fábrica de Antuérpia, na Bélgica, recebendo ao mesmo tempo quase três mil milhões de euros de ajudas públicas.

Bruxelas e Berlim querem mais garantias antes de abrir os cordões à bolsa, depois da Comissão Europeia ter aprovado o plano com base em escassas explicações.

Antonio Tajani, comissário europeu para a Indústria, afirma que vai analisar a questão na próxima semana, numa reunião técnica e que dará depois uma resposta.

A reestruturação da OPEL foi abordada na reunião dos ministros europeus da Indústria, em Bruxelas.

Alemanha e Bélgica temem que o plano da GM não seja viável, mesmo após os despedimentos previstos e a atribuição das ajudas públicas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

A redação de Bruxelas

Ashton incentiva a Bósnia-Herzegovina a avançar rumo à Europa