Última hora

Última hora

Três favoritos ao Urso de Ouro

Em leitura:

Três favoritos ao Urso de Ouro

Tamanho do texto Aa Aa

A Berlinale termina este sábado e três filmes parecem bem colocados na corrida ao Urso de Ouro. O primeiro é “na Petu – On the Path”, da bósnia Jasmila Zbanic, que há quatro anos já arrecadou um das estatuetas da Berlinale.

Depois do problema das mulheres violadas, durante a guerra da Bósnia, a cineasta interessa-se agora pelos perigos do recuo religioso no seu país.

O Islão como refúgio para os mais frágeis numa história de amor entre uma jovem e um companheiro em busca de espiritualidade exacerbada…

Do alto dos seus 8 anos, Bora Atlas seduziu Berlim, na passadeira vermelha. É o herói de “Bal” – que significa “mel”, em turco. No terceiro filme da trilogia do realizador turco Semih Kaplanoglu, o pequeno Yusuf partilha o tempo entre a escola e os longos passeios com o pai, apicultor.

Um outro filme que poderá também subir ao pódio é “Shahada”, de Burhan Qurbani. O jovem cineasta germano-afegão quis mostrar o Islão de hoje no Ocidente: “Mesmo os meus melhores amigos não sabem muito sobre o Islão. Mas como é que podemos comunicar, como é que podemos discutir, se não sabemos nada sobre a cultura dos outros?”

“Shahada” conta a história de 3 muçulmanos em busca da harmonia entre a fé e a vida normal de jovens alemães.