Última hora

Última hora

Veterano soviético volta ao Afeganistão

Em leitura:

Veterano soviético volta ao Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

Há pelo menos um militar soviético, na guerra do Afeganistão

Trata-se de Ravo Hirvesoo. Nos anos 80, serviu o Exército Soviético e passou dois anos, na guerra do Afeganistão.

Porque a vida dá muita volta, regressou agora, incluído no contingente da Estónia que integra a força da Nato.

Entre 85 e 87,conduziu tanques soviéticos, nos arredores de Cabul.

Agora, aos 43 anos, assume os comandos de viaturas da Nato, usando a experiência de uma guerra que não lhe deixou saudades:

“A Nato tem de escolher as melhores medidas de defesa, porque eles não bombardeiam tudo, nem disparam contra tudo. No tempo da guerra contra os soviéticos, não era assim”.

Os ataques dos taliban, diz este antigo soldado soviético, são agora mais selectivos, que na guerra dos anos 80.

Hirvesoo emigrou para Estónia em 1991, quando o país garantiu a sua independência.

Foi logo contratado para dar instrução aos recrutas do exército que começava então a ser formado.

Mas não se ficou pela instrução. Passou a ocupar um posto, no dispositivo de defesa da Estónia, sem pensar que voltaria ao Afeganistão.

Hoje a Estónia tem, neste teatro de guerra, um total de 140 soldados.

Mas pouca gente imaginaria que, um deles, é repetente.