Última hora

Última hora

Temporal fez pelo menos 32 mortos na Madeira

Em leitura:

Temporal fez pelo menos 32 mortos na Madeira

Tamanho do texto Aa Aa

O governo português e a Protecção Civil mobilizam meios em resposta ao forte temporal na Madeira, que fez pelo menos 32 mortos, 68 feridos e várias centenas de desalojados.

As chuvas torrenciais deixaram um rasto de destruição, particularmente evidente na zona ribeirinha do Funchal e na vila da Ribeira Brava.

O primeiro-ministro visitou a ilha acompanhado pelo ministro do Interior. Depois do encontro com o presidente do governo regional, José Sócrates ofereceu “toda a ajuda necessária […] para iniciar imediatamente os trabalhos de recuperação”. Rui Pereira disse que o Conselho de Ministros vai equacionar a declaração de calamidade na Madeira, que permite pedir o apoio da União Europeia, já requisitado por Alberto João Jardim.

As Forças Armadas mobilizaram equipas e meios na ilha, alojando já pelo menos uma centena de deslocados. A Protecção Civil anunciou o envio, esta manhã, de um C-130 com equipas especializadas dos Bombeiros, da GNR e do Instituto Nacional de Medicina Legal. Uma equipa de engenharia militar está a avaliar os estragos na ilha.