Última hora

Última hora

Madeira: mais vítimas descobertas sob os escombros

Em leitura:

Madeira: mais vítimas descobertas sob os escombros

Tamanho do texto Aa Aa

Dois dias após as violentas inundações na Madeira, as equipas de socorro continuam a retirar vítimas dos escombros dos edifícios destruídos pela enxurrada.

O saldo provisório aponta para mais de 40 mortos e 120 feridos e mais de 250 desalojados.

Os bombeiros do Funchal procedem nas últimas horas ao esvaziamento dos parques de estacionamento de vários centros comerciais, onde estão a ser descobertas mais vítimas. Mais de uma centena de pessoas permanece desaparecida.

Os trabalhos de limpeza e de desobstrução de estrada vão permitir avaliar a situação nas zonas mais isoladas da ilha.

As escolas e serviços públicos vão manter-se encerrados pelo menos até amanhã.

O governo português decretou três dias de luto nacional, num momento em que aguarda uma avaliação dos prejuízos para activar o fundo de solidariedade da União Europeia.

As associações ecologistas apontam responsabilidades à urbanização realizada na ilha nos últimos 30 anos, nomeadamente à construção de edifícios em zonas inundáveis.