Última hora

Última hora

Rússia homenageia soldados

Em leitura:

Rússia homenageia soldados

Tamanho do texto Aa Aa

23 de Fevereiro é o Dia dos Defensores da Rússia. Uma data celebrada todos os anos com uma cerimónia em memória dos soldados que cairam pela pátria.

Este ano, o próprio presidente, Dmitri Medvedev colocou a chama eterna junto do túmulo do soldado desconhecido.

Na gala de celebração, Medvedev proferiu palavras de incentivo aos militares:

“A melhoria das condições de vida dos militares é a condição mais importante para a modernização do exército. As mudanças do presente já estão a ter resultados muito positivos”.

Um discurso de esperança, num momento em que a Rússia procede à restruturação e modernização de todos os ramos das forças armadas, um dos sectores da sociedade mais penalizados com a fim da guerra fria e a queda da cortina de ferro. Os baixos salários e as difíceis condições de vida levaram muitos jovens russos a perder a confiança nas forças armadas, uma tendência que começa a inverter-se.

Neste dia patriótico, os partidos da oposição organizaram manifestações em Moscovo. Os comunistas pediam “paz, amizade, fraternidade e solidariedade”, lembrando os tempos em que os trabalhadores estvam no centro das preocupações e o conhecimento, a educação e as honras militares eram o orgulho de cada cidadão.