Última hora

Última hora

Madeira: luto e primeiros funerais

Em leitura:

Madeira: luto e primeiros funerais

Tamanho do texto Aa Aa

O tempo é de luto na Madeira. O cemitério da Freguesia de Santo António, no Funchal, foi pequeno para o adeus a três pessoas da mesma família que morreram quando uma grua caiu na garagem onde se abrigavam. Já na freguesia do Monte,assistiu-se ao funeral do bombeiro que morreu ao tentar salvar uma pessoa.
 
Apesar do luto, é preciso meter mãos à obra para tentar regressar à normalidade. Duas equipas cinotécnicas da GNR continuam à procura de corpos. Nas ruas tenta-se retirar o entulho, a lama ou as pedras.
 
O balanço oficial mantém-se nos 42 mortos, apesar de terem sido encontrados mais corpos. O governo regional fala ainda de 600 deslocados e declarou que 19 das 32 pessoas desaparecidas desde sábado foram encontradas.
 
Cavaco Silva desloca-se hoje à Madeira para avaliar a dimensão da tragédia.