Última hora

Última hora

Bancos alemães fogem das obrigações gregas

Em leitura:

Bancos alemães fogem das obrigações gregas

Tamanho do texto Aa Aa

A Grécia tenta encontrar uma saída para a crise e recuperar a confiança dos operadores. Mas a tarefa não é fácil. A imprensa alemã noticiou esta sexta-feira que vários bancos iriam virar as costas a Atenas.

O Hypo Real Estate, o Deutsche Postbank e o Deutsche Bank, especialistas no financiamento público não vão subscrever o próximo empréstimo obrigacionista do governo helénico. A Grécia tem que recolher mais de vinte mil milhões de euros até Março para honrar o vencimento de dividas em Abril e Maio.

George Papandreou, primeiro-ministro grego:

“- Nenhum país irá pagar as dívidas gregas, isto é certo. Ninguém nos poderá tirar deste pântano, só nós podemos fazê-lo. Mas há mais: trata-se de uma questão de honra e de orgulho para o país conseguir resolver os problemas em casa.”

Os países que partilham a moeda comum continuam a defender a Grécia e garantem que o país não vai entrar em bancarrota. Mas os líderes europeus ainda não passaram das palavras aos actos. Por enquanto, a Grécia tenta sair sozinha da tormenta. As medidas de austeridade são inevitáveis.