Última hora

Última hora

ETA decapitada após operação conjunta entre França e Espanha

Em leitura:

ETA decapitada após operação conjunta entre França e Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia francesa deteve, hoje, três membros da ETA, entre eles Ibon Gogeascoetxea, um dos responsáveis máximos da organização terrorista basca.

O Governo espanhol garante que o comando preparava um atentado em Espanha e felicitou as forças de segurança francesas e espanholas pela operação conjunta.

De acordo com Alfredo Perey Robalcaba, o ministro espanhol do Interior: “Estas detenções provam que não estávamos livres de um atentado. Tal como dissemos vezes sem contra, a ETA tem as piores intenções. As piores intenções e as detenções desta manhã são a prova. Não podemos baixar a guarda.”

Além do alegado chefe máximo da ETA, estava Benat Aguinagalde, de 26 anos, procurado internacionalmente há um ano por vários atentados.

Entre eles o homicídio em Março de 2008 do antigo conselheiro socialista de Mondragón, Isaías Carrasco, e do empresário basco Ignacio Uría na localidade de Azpeitia, nove meses mais tarde.

O Governo espanhol assegura que os últimos meses foram os piores da história da ETA.
O terceiro detido é Gregório Jiménez Morales, apelidade “pistolas” – um membro histórico da organização terrorista.

Foi libertado em 1997, depois de dez anos na prisão por terrorismo.

Quatro anos depois participou na tentativa de atentado contra o então primeiro-ministro espanhol, José Maria Aznar.