Última hora

Última hora

Regresso ao Chile

Em leitura:

Regresso ao Chile

Tamanho do texto Aa Aa

Os chilenos viveram dois minutos de pânico no sábado. Estas imagens foram recolhidas na estância balnear de Viña del Mar.

O terramoto que abalou o país da América Latina foi o que os peritos chamam de megassismo: um abalo telúrico que ocorre quando uma placa tectónica se incrusta sob outra.

O terramoto de 8,8 na escala de Richter teve o epicentro a 35 quilómetros de profundidade. 80 por cento do território chileno foi afectado. A 800 quilómetros do continente, o arquipélago de Juan Fernandez também sofreu com o abalo telúrico.

O sismo provocou um tsunami que varreu o território insular chileno com vagas de cinquenta metros que arrasaram tudo à sua passagem. Na ilha de Robinson Crusoé uma equipa de arqueólogos franco-chilena conseguiu escapar ilesa graças ao alerta dado pelos pescadores locais uma hora antes da chegada das ondas gigantes.

O tsunami também deixou um rasto de destruição no território continental. Nestas imagens filmadas em Dichato pode ver-se o mar a abandonar a localidade situada a quarenta quilómetros de Concepción, a segunda aglomeração do país.

A cidade de meio milhão de habitantes foi uma das mais sinistradas. Alegadamente, o risco de tsunami foi subestimado logo após o sismo, perdendo-se um tempo precioso para salvar vidas.

“Acredita-se que muitas pessoas desaparecidas possam estar debaixo dos escombros, como consequência da vaga gigante que se abateu sobre esta zona 25 minutos depois do sismo, de acordo com os soldados”, explica um coronel do exército.

Concepción foi varrida por vagas de quatro metros, ou mesmo mais como afirmam algumas testemunhas:

“- Uma onda entre oito a dez metros entrou aqui e arrasou muitas casas junto à costa, entre elas a minha, a da minha mãe e a da minha tia.”

Cerca de dois milhões de chilenos, numa população de de 17 milhões, foram afectados pelo terramoto. As réplicas ainda vão fazer-se sentir durante dois meses enquanto os sismógrafos vão registar abalos nos próximos doze meses.