Última hora

Última hora

Seis soldados da NATO morrem no Afeganistão

Em leitura:

Seis soldados da NATO morrem no Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

O início da terceira semana da ofensiva “Mushtarak” foi marcado pela morte de seis soldados da NATO.

Para animar as tropas, o general McChrystal, comandante das forças de coligação, esteve em Marjah, esta segunda-feira. A cidade foi durante muito tempo controlada pelos talibã, mas agora é o símbolo do avanço conjunto das tropas estrangeiras e afegãs sobre os rebeldes.

A acompanhar as acções militares, está outra frente de batalha: a “guerra da informação”. As autoridades locais anunciaram a proibição de filmar os ataques talibã, alegando que as imagens encorajam os rebeldes.

A bandeira nacional marca o território em Marjah, mas a violência não perde terreno no leste da província de Helmand, sobretudo em Kandahar.

Considerada como o berço espiritual dos talibã, a cidade foi sacudida, esta segunda-feira, por um atentado suicida contra uma coluna militar da NATO. Um soldado morreu, assim como 4 civis afegãos. Foram registados outros ataques no país que se saldaram na morte de mais cinco soldados estrangeiros e vários civis.