Última hora

Última hora

Islândia tenta evitar referendo sobre Icesave

Em leitura:

Islândia tenta evitar referendo sobre Icesave

Tamanho do texto Aa Aa

A Islândia prepara-se para votar em referendo o acordo de pagamento de dívidas ao Reino Unido e à Holanda no quadro da falência do Banco Icesave.

Segundo um estudo de opinião realizado na semana passada, 74% dos eleitores são contra o pagamento das poupanças que Haia e Londres restituíram aos clientes deste banco da internet.

O governo islandês já enviou prospectos de informação sobre o acto eleitoral mas ainda tem a esperança de que o referendo possa ser evitado.

“Temos que avaliar a situação. O que acontecer entre hoje e amanhã define se temos algo de concreto. Se assim for, temos que avaliar se este referendo vai adiante ou não”, disse a presidente Johanna Sigurdadottir.

A divida é de 3,8 mil milhões de euros de poupanças de 340 mil depositantes. Em causa na consulta popular está um controverso acordo de pagamento da divida do banco que pertencia ao grupo Landsbankinn estabelecido em 2009.

Mas o referendo pode ser evitado se as três nações chegarem a um novo compromisso. Negociadores islandeses, holandeses e britânicos reuniram-se ontem e deverão voltar a encontrar-se hoje.

A rejeição do acordo pode comprometer a ajuda económica internacional à Islândia, país que entrou numa situação de bancarrota na sequência da crise económica de 2008.