Última hora

Última hora

Teste de fogo para Balkenende a três meses das legislativas

Em leitura:

Teste de fogo para Balkenende a três meses das legislativas

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro holandês cessante, Jan Peter Balkenende, é posto à prova nas urnas, esta quarta-feira, com as eleições autárquicas holandesas.

O escrutínio decorre 11 dias após a queda do governo de centro-esquerda composto pelo Partido Democrata-Cristão, de Balkenende, e o Partido Trabalhista do ministro das Finanças cessante Wouter Bos.

O governo caiu depois das duas formações não terem chegado a acordo sobre a prorrogação da missão holandesa nas forças da NATO estacionadas no Afeganistão.

Só com candidatos em dois municípios, as atenções estão também viradas para o Partido da Liberdade de Geert Wilders, segundo mais votado nas eleições europeias do ano passado.

Analista e politólogo, Maurice de Hond defende que “as perspectivas para o futuro governo são muito cinzentas e difíceis porque na Holanda é preciso uma maioria dos assentos parlamentares e o maior partido tem actualmente apenas 20% dos votos ou menos. Vão ser precisos três partidos, muito provavelmente quatro para formar um governo.”

Para a imprensa local, a queda do governo e as legislativas antecipadas de Junho fazem deste escrutínio o mais nacional de todas as eleições autárquicas jamais realizadas no país.

Em 2006, a taxa de abstenção atingiu os 52,3% dos 12 milhões de eleitores chamados às urnas.