Última hora

Última hora

Caso Yukos coloca Rússia no banco dos réus

Em leitura:

Caso Yukos coloca Rússia no banco dos réus

Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos começou a julgar a queixa dos antigos donos da Yukos contra a Rússia. Os representantes da petrolífera acusam Moscovo de expropriação ilegal e pedem uma indemnização recorde de 72 mil milhões de euros. A Rússia defende-se tentando convencer os juízes de Estrasburgo que a companhia entretanto falida levou a cabo uma fraude fiscal colossal entre 2002 e 2004.

Este julgamento é mais uma batalha da guerra que opõe o Kremlin ao homem que em tempos foi o mais rico da Rússia. Mikhail Khodorkovski foi preso há sete anos e em 2005 foicondenado a uma pena de oito anos de prisão por fraude fiscal. No ano passado teve início outro julgamento contra o antigo oligarca, desta vez por roubo de petróleo.

Fundada em 1993, a Iukos foi privatizada três anos depois. Com a chegada de Vladimir Putin à presidência, no ano 2000, Khodorkovski perde a influência que tinha no Kremlin. Entretanto decide dedicar-se à política mas a justiça russa não lhe deu tempo.