Última hora

Última hora

Quatro islamitas alemães condenados por prepararem atentados no país

Em leitura:

Quatro islamitas alemães condenados por prepararem atentados no país

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça alemã condenou quatro islamitas a penas entre 5 e 12 anos de prisão por preparem uma série de atentados contra interesses norte-americanos.

Os dois alemães, convertidos ao Islão, e dois cidadãos de origem turca, reconheceram a responsabilidade na preparação das acções em resposta à intervenção da NATO no Afeganistão.

As penas mais duras visaram os dois alemães, Fritz Gelowitz, o cabecilha do grupo e Daniel Schneider, que alvejou um polícia durante a sua captura 2007.

Os dois cidadãos de origem turca, um dos quais foi extraditado pela justiça de Ancara, foram reconhecidos culpados de terem fonecido os detonadores para as acções bombistas.

Depois de meses de investigações a polícia detido os quatro homens em 2007, apreendendo 12 bidões de peróxido de hidrogénio na casa de um dos responsáveis do grupo na região do Sauerland.

Os quatro homens pretenderiam utilizar o produto quimico em viaturas armadilhadas, que deveriam ser utilizadas contra vários edifícios e bases norte-americanas na Alemanha.

As intenções do grupo parecem, no entanto, ser mais explícitas do que os objectivos concretos das acções, na lista de alvos encontrar-se-ia também o aeroporto de Frankfurt.