Última hora

Última hora

Congresso americano na mira da Turquia e Arménia

Em leitura:

Congresso americano na mira da Turquia e Arménia

Tamanho do texto Aa Aa

Turquia e Arménia, os dois países esperam os próximos passos do Congresso americano.
 
Aprovada esta quinta-feira, a resolução que classifica de “genocídio” a morte de arménios por turcos otomanos, já provocou reacções.
 
Da Arménia chegam vozes de contentamento. A Turquia está de pé atrás, e chamou o embaixador do país nos Estados Unidos, para uma “consulta”.
 
“Os membros do Congresso foram claramente pressionados pelo governo turco e mesmo pela própria administração americana, por isso estamos felizes por eles não terem recuado. Esperamos que o processo siga em frente”, disse Kenneth Hachikian, do Comité Nacional da Arménia.
 
Murcat Mercan, o presidente do Comité turco para as relações internacionais acrescenta: “Dissemos desde o início que os protocolos vão ser afectados. Somos um país grande, muito importante. Não damos o dito pelo não dito. O que dissemos no passado vai mesmo acontecer no futuro”.
 
A resolução norte-americana, sem implicações práticas, passará agora ao plenário da Câmara, onde líderes democratas dizem que deve ser votada até meados de Novembro. 
 
No documento a Turquia é responsabilizada pelo “genocídio” que, em 1915, provocou a morte de milhares de pessoas, deportadas em massa pelo Império Otomano.
 
Em 2007, a Comissão já tinha aprovado uma moção idêntica que acabou por ser arquivada antes da votação na Câmara, depois da pressão do governo de George W.Bush.