Última hora

Última hora

Descartada ajuda financeira imediata à Grécia

Em leitura:

Descartada ajuda financeira imediata à Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente do Eurogrupo acredita que a Grécia vai conseguir sair sozinha da crise e descartou uma ajuda financeira, pelo menos no imediato, ao país.

Uma convicção demonstrada na sexta-feira, dia em que Jean-Claude Juncker, que é também primeiro-ministro do Luxemburgo, se reuniu com o homólogo grego e em que a Alemanha confirmou estar disposta a oferecer à Grécia apoio político, mas não financeiro.

“Como presidente do Eurogrupo, gostaria de descartar qualquer outra intervenção do FMI. O que precisamos é de assistência técnica do FMI, mas não acho que o FMI deva assumir a liderança. Este é um problema da Zona Euro”, disse Juncker.

Papandreou já esclareceu que não vai pedir apoio financeiro durante o périplo que vai efectuar pelas capitais europeias e Washington.

Atenas precisa de pedir emprestados 53 mil milhões de euros este ano, para pagar a dívida existente e cobrir o seu enorme défice público de 12,7% do PIB.