Última hora

Última hora

Curdos manifestam-se em Bruxelas contra detenção de membros do PKK

Em leitura:

Curdos manifestam-se em Bruxelas contra detenção de membros do PKK

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de cinco mil curdos, vindos de toda a Europa, manifestaram-se esta tarde em Bruxelas, contra a detenção de dezenas de alegados membros do grupo separatista PKK.

O protesto decorreu de forma pacífica, marcado apenas por um incidente junto a um restaurante turco, que provocou ligeiros danos materiais.

A manifestação, marcada por palavras de ordem contra a Turquia, ocorre três dias depois da polícia belga ter detido 28 curdos, suspeitos de pertencerem a uma rede de recrutamento e treino de militantes do PKK.

Oito foram ontem formalmente acusados de associação criminosa com fins terroristas.

A Turquia pediu nos últimos dias a extradição de dois dos detidos, apontados como os cabecilhas do PKK na Europa.

A operação da polícia belga ocorreu semanas depois de Itália e França terem capturado 22 pessoas, suspeitas de pertencerem à mesma rede clandestina.

O Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) é considerado uma organização terrorista pela Turquia, União Europeia e Estados Unidos.

O grupo armado, que se movimenta no Sul da Turquia e no Norte do Iraque, combate há mais de 20 anos pela independência do Curdistão.