Última hora

Última hora

Papandreou tenta acalmar os ânimos dos parceiros europeus

Em leitura:

Papandreou tenta acalmar os ânimos dos parceiros europeus

Tamanho do texto Aa Aa

Acalmar as principais economias europeias. Este é o objectivo do périplo do primeiro-ministro grego pela Europa.

Georges Papandreou foi recebido pelo homólogo luxemburguês e presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker. Juncker acredita que a Grécia vai conseguir sair sozinha da crise e descartou qualquer intervenção do Fundo Monetário Internacional.

Depois do Luxemburgo, Papandreou encontrou-se em Berlim com a chanceler alemã. Angela Merkel congratulou-se com o facto de “o governo e o parlamento gregos terem adoptado mais medidas, com o objectivo de reduzir o défice orçamental em quatro por cento. É um grande esforço”, concluiu.

Horas antes, em Atenas, milhares de pessoas tinham saído às ruas, para protestar contra as novas medidas de austeridade.

A marcha podia ter sido pacífica não fosse um grupo de jovens ter começado a atacar as forças de segurança e a queimar caixotes do lixo.

A violência acabou por tomar conta das ruas de Atenas e nem um líder sindical escapou à ira de jovens manifestantes. O líder da principal confederação sindical grega, a GSEE, ficou ligeiramente ferido, depois de ter sido atacado por um jovem quando discursava em frente ao Parlamento.

As forças de segurança recorreram em seguida a granadas de gás lacrimogéneo para dispersar os manifestantes mais violentos. Uma pessoa foi detida.