Última hora

Última hora

UE fala de direitos humanos e do Sara Ocidental na cimeira com Marrocos

Em leitura:

UE fala de direitos humanos e do Sara Ocidental na cimeira com Marrocos

Tamanho do texto Aa Aa

Rabat deve respeitar mais os direitos humanos. É a principal mensagem saída da primeira cimeira União Europeia-Marrocos.

Reunidos em Granada, na Espanha, país que assume a presidência rotativa da União, os Vinte e Sete apoiam os progressos realizados por Marrocos.

Mas o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, incitou Rabat a continuar o processo de reformas: “Manifestei a nossa vontade de mais progressos no respeito das liberdades fundamentais e dos direitos do Homem para que estes direitos sejam garantidos a todos os cidadãos.”

Herman Van Rompuy apoia ainda os esforços da ONU na busca de uma solução para o contencioso do Sara Ocidental. Rabat considera a antiga colónia espanhola como parte integrante do reino.

A activista Aminatou Haidar, símbolo da luta independentista do território, foi a estrela de uma contra-cimeira organizada, em Granada, pelos militantes da Frente Polisário.

O movimento, apoiado pela Argélia, reclama um referendo sobre a autodeterminação do Sara Ocidental, que inclua a opção da independência.

Centenas de pessoas responderam à chamada e saíram à rua para pedir um “Sara Ocidental Livre”.