Última hora

Última hora

Dia Internacional da Mulher contra a violência

Em leitura:

Dia Internacional da Mulher contra a violência

Tamanho do texto Aa Aa

O dia 8 de Março foi celebrado em todas as latitudes, tempo como mote inspirador a luta contra a violência de género.

No Bangladesh, por exemplo, milhares de mulhers desfilaram em Dhaka, a capital.

O tema nuclear da manifestação foi a luta contra a violência de género.

Pedem mais protecção das autoridades, mais celeridade da justiça, mas também uma revolução de mentalidades.

Entre as manifestantes, contavam-se muitas vítimas da violência doméstica que exibem ainda as marcas de agressões. Feridas difíceis de cicatrizar:

“Para comemorar os 100 anos do Dia Internacional da Mulher, juntámo-nos hoje aqui. Eu sou uma vítima do ácido, fui atacada com ácido e agora sou uma sobrevivente. Neste dia, faço um voto: espero que, no futuro, não haja mais mulheres queimadas com ácido”, disse uma delas.

Um ataque com a intenção clara de estigmatizar a mulher.

A violência de género atinge também a Espanha, onde anualmente, morrem 50 mulheres, vítimas da brutalidade dos seus companheiros sentimentais.

Para atender as vítimas, existe um call center, porque a rapidez na denúncia pode fazer toda a diferença, entre a vida e a morte.

As autoridades têm consciência das proporções do problema e combatem-no, por diversos meios. Um deles é uma campanha de comunicação, cujo objectivo é incentivar a denúncia e demover os agressores.