Última hora

Última hora

Biden critica abertamente decisão israelita de ampliar colonatos

Em leitura:

Biden critica abertamente decisão israelita de ampliar colonatos

Tamanho do texto Aa Aa

Israel está a “minar a confiança necessária ao diálogo israelo-palestiniano” quando anuncia a construção de novos colonatos. Palavras de Joe Biden que agradam certamente a Mahmoud Abbas, que hoje recebeu o vice-presidente norte-americano.

Os Estados Unidos tentam relançar o processo de paz e Joe Biden não poupa críticas a Israel: “Incumbe a ambas as partes construir uma boa atmosfera para as negociações. A decisão do governo israelita, de avançar com a construção de novos colonatos em Jerusalém Leste, mina a confiança, a confiança de que necessitamos para começar negociações que possam ir a bom porto.”

Criticada pela imprensa local e por uma parte do governo, a decisão israelita é defendida por Yuli Edelstein, ministro de Estado: “Espero que todos os que aspiram à paz compreendam que qualquer que seja o governo israelita, ele continua a acreditar que Jerusalém é a capital do estado de Israel. Um magnífico lar para judeus, árabes, pessoas de outras religiões – mas ainda assim, a capital de Israel.”

Na segunda-feira, Israel anunciara novas construções na zona ocupada da Cisjordânia. Um dia depois anunciou 1600 novas habitações em Ramat Shlomo. Este colonato de judeus ultra-ortodoxos situa-se num sector de Jerusalém de maioria árabe, anexado por Israel em 1967.

Os palestinianos reclamam, em vão, o congelamento das construções e pedem que o futuro Estado seja fundado com base nas fronteiras de 1967 e que tenha Jerusalém como capital.