Última hora

Em leitura:

Biden: "Israel mina confiança no diálogo"


Cisjordânia

Biden: "Israel mina confiança no diálogo"

Israel está a “minar a confiança necessária ao diálogo israelo-palestiniano” quando anuncia a construção de novos colonatos. Palavras de Joe Biden que agradam certamente a Mahmoud Abbas, que hoje recebeu o vice-presidente norte-americano.

A Autoridade Palestiniana reagiu muito mal ao anúncio, feito ontem por Telavive, da construção de 1600 novas habitações Ramat Shlomo. Este colonato de judeus ultra-ortodoxos situa-se num sector de Jerusalém de maioria árabe, anexado por Israel em 1967. Uma anexação que não é reconhecida pela comunidade internacional.

Já na segunda-feira, Israel anunciara novas construções na zona ocupada da Cisjordânia.

“A natureza destes anúncios e o calendário escolhido são exactamente o género de medidas que mina todos os esforços”, insurgia-se Biden. A própria imprensa israelita condenou o anúncio destas novas construções.

Os palestinianos reclamam, em vão, o congelamento das construções e foi, sem grande entusiasmo, que aceitaram o abertura de negociações indirectas com Israel, mediadas pelos Estados Unidos.

Poucas horas depois do anúncio das novas construções, Joe Biden fez questão de mostrar o seu descontentamento. Biden e a mulher chegaram ostensivamente com 90 minutos de atraso ao jantar que o casal Netanyahu organizara na residência oficial, em Jerusalém.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Drogas