Última hora

Última hora

Polícia russa usa cidadãos contra criminosos

Em leitura:

Polícia russa usa cidadãos contra criminosos

Tamanho do texto Aa Aa

Multiplicam-se os escândalos, com a polícia russa – o mais recente envolve a polícia de trânsito, acusada de obrigar automobilistas a estacionarem os seus automóveis, em plena faixa de rodagem, para obstruiram o caminho a um marginal, que estava ser perseguido pelas autoridades.

Uma das vítimas denunciou o caso:

“Um agente da polícia de trânsito mandou-me parar e, depois, mandou-me estacionar o carro, com a parte da frente, dentro da faixa de rodagem. Outros carros estavam parados, de mesma forma, nas outras faixas. Três ou cinco minutos mais tarde, surgiu um automóvel Audi, a grande velocidade. Como não conseguia contornar o meu carro, forçou a passagem, amolgando-me o carro e mais outros dois”.

O Partido Democrata Liberal, pela voz do lider parlamentar, considera que estes comportamentos são tão perigosos, como os dos delinquentes.

“Estes polícias devem ser sujeitos a procedimentos criminais. As simples advertências já não produzem efeitos. Devem ser suspensos das funções e submetidos a inquéritos judicais. Porque fazer correr riscos de vida, sobretudo, quando se está investido em missões de autoridade, é um crime”.

Entre as pessoas que fizeram parte da blindagem humana, estava uma mulher grávida.

Medvedev já tem a resposta. Esta quinta-feira, remeteu ao Parlamento um projecto de lei que agrava todas as molduras penais, desde que o prevaricador, seja membro da polícia.