Última hora

Última hora

Grécia vive momentos de caos

Em leitura:

Grécia vive momentos de caos

Tamanho do texto Aa Aa

O plano de austeridade aprovado pelo governo pôs os cabelos em pé às organizações sindicais e aos funcionários dos sectores público e privado e as greves sucedem-se.

Para hoje está prevista mais uma paralisação geral de 24 horas. Os sindicatos esperam mobilizar mais de 2,5 milhões de trabalhadores no país.

Um responsável sindical afirma que as medidas impostas ao país pela União Europeia são socialmente injustas e prejudicam os trabalhadores e os seus direitos.

Esta quarta-feira os trabalhadores voltaram a manifestar-se. Marcharam, mais uma vez, em sinal de protesto contra as reformas do governo.

O slogan escolhido, pelos sindicatos, para reagir a estas medidas é: “As pessoas e as suas necessidades são mais importantes que os mercados.”

Do lado do patronato o Presidente da Federação das Indústrias gregas diz que a União Europeia devia protege os países mas não o faz. Acrescenta que foram as exigências feitas pela UE que levaram países como a Grécia a aumentar a dívida.

Esta quinta-feira a situação vai complicar-se. Vários voos foram já cancelados e os transportes públicos rodo e ferroviários também deverão sofrer perturbações.