Última hora

Última hora

Japão contra proibição do comércio de atum vermelho

Em leitura:

Japão contra proibição do comércio de atum vermelho

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de comerciantes japoneses protestaram, hoje, contra a proposta de interdição do comércio do atum vermelho.

A questão será negociada nos próximos dias na reunião da CITES, no Qatar, com diversas organizações a evocarem a possível extinção da espécie.

O Japão é o maior consumidor mundial de atum vermelho e já fez saber que não vai cumprir a interdição, defendida pela União Europeia e pelos Estados Unidos.

O porta-voz do Governo nipónico garante: “A nossa posição é clara, vamos pautar-nos pelo controlo dos recursos e não abdicamos disso”.

Segundo dados da CITES, as reservas de atum vermelho, no Mediterrâneo e Atlântico, caíram em 80 por cento em quatro décadas.

Os japoneses consomem 80% do atum pescado, normalmente usado no sushi e sashimi.

O atum vermelho é a maior das várias espécies de atum e os maiores exemplares, já raros, podem atingir os quatro metros e cerca de 700 quilos.