Última hora

Última hora

Em leitura:

"Valleys of Neptune" reúne inéditos de Jimi Hendrix


Cultura

"Valleys of Neptune" reúne inéditos de Jimi Hendrix

Jimi Hendrix morreu há 40 anos, mas a música do guitarrista continua a causar sensação.

“Valleys of Neptune” é o nome do mais recente álbum, lançado para a ribalta pela mão Sony.

Contém gravações que estavam por editar e promete aos fãs uma nova experiência musical do legado do artista.

O disco inclui 12 músicas inéditas. Gravações realizadas durante a Jimi Hendrix Experience, em 1969, como revela um dos produtores do disco.

“É um projecto que tínhamos vontade de fazer há já algum tempo, porque aquele foi um período muito importante na vida de Jimi. As gravações representam da Jimi Hendrix Original Experience e o nascimento de uma nova banda que Hendrix liderou com Billy Cox como baixista”, revela John Mcdermott, produtor musical.

Os críticos dizem que “Valleys of Neptune” é a peça que estava em falta para perceber a obra do guitarrista. O elo perdido entre “Electric ladyland” e “First rays of the new rising sun”.

“Este disco reflecte as obsessões de Hendrix. O Jimi era fascinado por questões relacionadas com o espaço. Lia livros de ficção científica e adorava ter andado de nave espacial para conhecer o espaço. E o disco reflecte isso mesmo. Quando o ouvi pela primeira vez pensei: isto transmite muito boas vibrações”, diz Eddi Kramer, produtor e engenheiro de som.

O novo álbum contém versões de clássicos como “Bleeding Heart”, de Elmore James, e “Shunshine of your love”, dos Cream. Contém ainda composições originais de Hendrix como “Ships Passing Through The Night” e “Lullaby For The Summer” e “Mr. Bad Luck”.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
Bónus da entrevista: Yundi Li

musica

Bónus da entrevista: Yundi Li