Última hora

Última hora

Google vai digitalizar obras originais de Galileu

Em leitura:

Google vai digitalizar obras originais de Galileu

Tamanho do texto Aa Aa

O ministério da Cultura italiano ultrapassa as reservas de vários governos europeus, ao autorizar a Google a digitalizar mais de um milhão de livros das bibliotecas de Roma e Florença.

O acordo, o primeiro na Europa entre um governo e a companhia norte-americana, refere-se a obras anteriores a 1860, entre as quais os estudos de astronomia de Galileu.

Para um responsável do ministério da Cultura italiano, “trata-se de partilhar a nossa cultura, gratuitamente e para sempre com o mundo inteiro”.

Roma impôs algumas contrapartidas, como a criação de um centro de digitalização no país, para evitar que as obras saíam de território nacional.

A biblioteca digital da Google conta já com mais de 10 milhões de livros. Um espólio que levanta dúvidas sobre o monopólio da companhia sobre o acervo literário mundial.

Várias bibliotecas nacionais, como a francesa, continuam a mostrar reservas, apesar da proposta aliciante para o erário público e o orçamento das instituições, de digitalizar milhões de obras a custo zero.